Vaccarezza defende votação da minirreforma política esta semana na Câmara

O coordenador do Grupo de Trabalho da Reforma Política na Câmara dos Deputados, Cândido Vaccarezza (PT-SP), informou hoje (24) que pediu ao presidente da Casa, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), para incluir o texto da minirreforma política na pauta de votação desta semana para que as novas normas entrem em vigor nas próximas eleições do próximo ano. O Projeto de Lei 6.313/13 foi aprovado pelo Senado na semana passada e agora tramita na Câmara.

Vaccarezza lembrou que a matéria tramitou com rapidez no Senado e disse que o mesmo deve ser feito na Câmara, para que a sanção presidencial ocorra antes de outubro ? para valer no pleito seguinte, a lei eleitoral deve ser sancionada com, pelo menos, um ano de antecedência.

A pauta da Câmara, no entanto, está trancada por outras matérias que tramitam em regime de urgência. Nesta manhã, a liderança do PT explicou que questões polêmicas não deverão ser votadas no plenário esta semana devido ? ausência da presidenta Dilma Rousseff, que está nos Estados Unidos para participar da Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU).

O líder do governo na Câmara, Arlindo Chinaglia (PT-SP), admitiu que há divergência no PT sobre a minirreforma e disse que é difícil o partido se posicionar de forma unificada. “São temas em que é muito difícil ter consenso. E aí há os que argumentam: ?Não vamos fazer o ótimo, mas o que é possível?… e aí vai”, destacou Chinaglia.

Para a Executiva Nacional do PT, a reforma “é tão mini, tão mini, que não tem muita consistência para que se ofereçam mudanças na legislação eleitoral”, destacou o líder do PT na Câmara, José Guimarães (CE).

Já Vaccarezza criticou as divergências em relação ? minirreforma política, mas disse que votará com o partido, caso não haja mudança de postura entre os petistas.

Compartilhe