Confira a coluna “Olho de Tandera”, por Jones Almeida 03/04/2024

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Carvão molhado

Com participação tímida em espaços na gestão Jerônimo Rodrigues, o PV pode receber um presente de grego em 2024: pode caber ao seu presidente estadual, Ivanilson Gomes, a missão inglória de coordenar a campanha do vice-governador Geraldo Júnior a prefeito de Salvador. A despeito do pouco engajamento dos próprios petistas em torno de Geraldo, a proposta para Ivanilson teria sido apresentada numa embalagem que sugere glamour e afago para um desafio que está mais para “abanar carvão molhado”, como disse um interlocutor que acompanha a negociação.

Dias Dávila

Um Olho de Tandera que almoçava desinteressado no restaurante da Secretária de Desenvolvimento Econômico do Estado (SDE) nesta segunda-feira (1) , flagrou um almoço pra lá de interessante. O deputado estadual e pré-candidato a prefeito de Dias Dávila, Raimundinho da JR (PL), dividia a mesa com a também prefeiturável Rose Requião, acompanhada do seu marido e ex vice-prefeito , Geraldo Requião. O casal tenta se reposicionar após a decisão do Diretório Estadual do PT de apresentar a candidatura da ex-prefeita Jussara, sepultando a possibilidade de Rose de carregar o 13 para a urna.

Agora Rose se movimenta em direção a um novo abrigo partidário e a composição como vice de Raimundinho é também uma possibilidade.

Camaçari

O burburinho sobre a possível divulgação da pesquisa do instituto Atlasintel tem tirado o sono de muitos articuladores políticos de Camaçari. Dependendo dos números que venham a ser divulgados, alguns pré-candidatos podem mudar de lado às vésperas do fechamento da janela partidária.

Alerta endividamento

Logo depois de aprovar, nessa terça-feira, os R$ 400 milhões do sexto empréstimo solicitado pelo governador Jerônimo, deputados da base já falavam, desconcertados, sobre a chegada de mais um projeto de lei, dessa vez prevendo uma operação de crédito em valor estimado de R$ 2 bilhões. Se a especulação se confirmar, o governo estadual vai bater recorde em volume de empréstimos em tão curto período de tempo, o que acende alerta sobre a capacidade de endividamento do Estado.

Feira de Santana

Com a divulgação do resultado da pesquisa sobre o cenário eleitoral de Feira de Santana, petistas já enxergam o pleito como um velho e conhecido filme com final infeliz. O deputado federal Zé Neto, que chegou a levar a disputa de 2020 para o 2⁰ turno em vantagem no 1⁰, aparece em segundo, 16 pontos atrás do ex-prefeito José Ronaldo (UB) que lidera a corrida com 43% das intenções de votos. 

Para piorar o humor dos petistas feirenses, o parlamentar é o mais rejeitado. 37% dos feirenses afirmam que não votariam nele de jeito nenhum.

Apoio de peso

Doze dos 15 vereadores de Itaberaba declaram apoio ao pré-candidato David dos Anjos (Avante) para as eleições de 2024. Apoio de peso para sucessão do prefeito Ricardo Mascarenhas (PP).

Debate da criação da Universidade Federal da Chapada Diamantina

 

Nesta sexta-feira, dia 5 de abril, Itaberaba será novamente sede dos debates sobre criação e instalação da Universidade Federal da Chapada Diamantina, Irecê e Piemonte do Paraguaçu. Será que esse projeto sai do papel, enfim!?

Correndo por fora

Tem crescido em Teixeira de Freitas o nome do administrador Eujacio Dantas (PSD) para a disputa eleitoral deste ano. Ele está em ascensão nas pesquisas e já pontua com dois dígitos, além de ter uma rejeição muito baixa. Ex-secretário da Saúde e candidato a vice-prefeito na eleição passada, Eujacio é bem visto por caciques do grupo petista no estado por ser um “nome leve” e com potencial de crescimento. Recentemente, lançou sua pré-candidatura a prefeito e, mesmo sem grande estrutura, conseguiu mobilizar muita gente. 

Articulação

Por outro lado, quem não decola é o ex-deputado Uldurico Junior (MDB). O emedebista é a aposta do chefe de Gabinete do governador Jerônimo Rodrigues (PT), Adolpho Loyola, que pretende lançar o irmão, David Loyola (PSB), candidato a vereador na cidade do Extremo Sul. Mesmo com toda a estrutura montada pelo governo para Uldurico, o emedebista tem tido dificuldade para avançar. 

Desconforto

Deputados petistas não escondem de ninguém o desconforto com a pré-candidatura a prefeito de Itapetinga de João de Deus pelo PT. Ele é presidente da Câmara Municipal e é eleitor do presidente Jair Bolsonaro (PL), mas decidiu deixar o MDB para se filiar ao PT após articulação do deputado Rosemberg Pinto (PT), líder do governo Jerônimo na Assembleia Legislativa. Até recentemente, João de Deus, continuava fazendo parte de grupos de apoio a Bolsonaro na região. Petistas criticam a filiação e dizem que vai ser difícil tirar dele a pecha de bolsonarista. 

Apreensão

Após perder aliados, o vice-governador Geraldo Júnior (MDB) tentou “estancar a sangria” ao anunciar que o pai, Super Geraldo, não seria candidato a vereador, como estava sendo especulado nos bastidores. Disse também que está trabalhando na montagem das chapas de vereadores de aliados. Contudo, isso não tem impedido que ele siga perdendo “soldados”. Na última segunda, por exemplo, um grupo de nomes do Solidariedade, que apoia Geraldo, deixou o partido e seguiu para a base de Bruno Reis. O mesmo tem acontecido com outros partidos. Na base petista, os pré-candidatos a vereador estão apreensivos. 

Movimento 

O ex-prefeito de Itabuna Capitão Azevedo se filiou ao União Brasil e, nos bastidores, já é dado como certo que ele será candidato a vice na chapa que será encabeçada pelo deputado estadual Pancadinha (Solidariedade). As conversas estão avançadas e o martelo deve ser batido em breve.

Por hoje é só. Obrigado pela leitura! Eu sou Jones Almeida e volto na próxima quarta-feira com a coluna Olho de Tandera. Ligado em tudo!

Compartilhe:

Siga a gente Instagram | Facebook | Twitter | Youtube

LEIA TAMBÉM

PUBLICIDADE

REDES SOCIAIS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

error: Conteúdo protegido.