Greve dos servidores municipais de Salvador pode ser declarada nesta quinta-feira

Servidores municipais de Salvador prometem paralisar suas atividades por tempo indeterminado, caso a Prefeitura não apresente a tabela de vencimentos para a conclusão da minuta do Plano de Cargos e Vencimentos (PCV) da categoria.

Os trabalhadores e trabalhadoras estarão reunidos em assembleia nesta quinta-feira (24), ? s 09h, no Largo do Campo Grande. O indicativo de paralisação proposto pelo Sindicato dos Servidores da Prefeitura do Salvador (Sindseps) será avaliado durante o ato.

Representando as diversas funções do serviço público na Mesa Permanente de Negociação (MPN), a diretoria do Sindseps considera a postura da administração municipal, como sendo equivocada na condução de uma conquista aguardada pelos servidores. ?Nossa indignação é com a morosidade da gestão em dar andamento ao PCV. Essa pauta importante para os trabalhadores e trabalhadoras não pode ser uma imposição do desejo da Prefeitura. Tememos que essa ?engenharia? seja para retardar as questões burocráticas e ?atropelar? no processo legislativo. Não vamos aceitar essa manobra?, afirmou o coordenador geral da entidade, Bruno Carianha.

Se a assembleia decidir pela paralisação das atividades, somente serviços essenciais funcionarão enquanto durar o movimento paredista. ?Respeitamos o cidadão e não temos intenção de prejudicar a dinâmica da cidade. Queremos valorização para o nosso presente e proteção para nosso futuro no serviço público. Quando não reconhece a importância do servidor municipal, a gestão demonstra falta de sensibilidade para melhorar as condições de atendimento ao contribuinte. Estamos lutando para mudar essa visão simplista e ultrapassada?, concluiu Bruno.

Compartilhe