Inflação nos países da OCDE chega a 10,3% em junho, a maior em 34 anos

A mais alta foi registrada na Turquia (78,6%), seguida por Estônia (21,8%), Lituânia (21%) e Letônia (19,3%). A menor taxa foi registrada no Japão (2,4%)

Os países que fazem parte da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) estão sofrendo com o aumento da inflação. A informação consta em comunicado divulgado nesta quarta-feira (03).

No grupo, a taxa anual de inflação ao consumidor (CPI) acelerou 10,3% em junho, atingindo o patamar mais alto em 34 anos.

Segundo a organização, o índice tem sido pressionado pelo aumento dos preços da energia e dos alimentos.

A mais alta foi registrada na Turquia (78,6%), seguida por Estônia (21,8%), Lituânia (21%) e Letônia (19,3%). A menor taxa foi registrada no Japão (2,4%).

Na média dos países que formam o G7 (grupo dos sete países mais ricos), a inflação atingiu 7,9% em junho passado, em comparação com os 7,5% de maio. O aumento mais forte foi registrado na Itália (1,1 ponto percentual), seguido pela França (0,6 ponto percentual).

Compartilhe