Candeias: Justiça Eleitoral arquiva ação que pedia cassação do prefeito

A justiça eleitoral arquivou a ação, movida pela ex-prefeita de Candeias, Tonha Magalhães, que pedia a cassação do mandato do prefeito do município, Dr. Pitagoras Ibiapina (PP), e da vice-prefeita Marivalda da Silva (PT). Eles eram acusados de abuso de poder político e econômico ao entregar tickets alimentação no período eleitoral e pandêmico.

O juiz eleitoral da cidade, Dr. Leonardo Bruno Rodrigues do Carmo julgou improcedente ação movida pela então candidata a prefeita nas eleições de 2020, Tonha Magalhães (UB). De acordo com a decisão do magistrado, as acusações foram inconsistentes e sem as devidas provas ou embasamento jurídico.

“Sem provas das acusações, o processo não merece seguir em frente para evitar que uma minoria, simplesmente por estar insatisfeita com o resultado das urnas, impeça que a maioria chegue ao poder, desvirtuando a finalidade dos institutos e violando os princípios democráticos e a soberania popular”, alegou o Juiz. Doutor Pitagoras celebrou a decisão.

“Recebi com muita tranquilidade e serenidade o resultado do arquivamento da ação que tentava cassar o meu mandato e da minha vice Marivalda da Silva”, afirmou. “Hoje tenho certeza que minha cidade se orgulha do trabalho que construímos com muita fé em Deus, força e garra”, concluiu o gestor.

Por Jones Almeida

Compartilhe