Será revertida, acredita Kiki Bispo, sobre decisão do STF que rejeitou liminar contra reeleição de Geraldo Jr

O vereador Kiki Bispo (UB) acredita que a decisão do Supremo Tribunal Federal, que rejeitou liminar do União Brasil contra reeleição de Geraldo Jr (MDB) para a presidência da Câmara de Vereadores, será revertida assim que for submetido ao plenário para julgamento final dos magistrados. A avaliação do parlamentar foi feita nesta quarta-feira, 4, em conversa com o Classe Política, durante entrega do Parque Pedra de Xangô, em Cajazeiras, pelo prefeito Bruno Reis (UB). Ele se apega a jurisprudência, ocorrências similares em outras cidades, em que a eleição da mesa diretora do legislativo tinha sido antecipada pelos vereadores e foi anulada pelo STF.

“Vimos a decisão do ministro (Kassio Nunes) com muito otimismo, ja que não teve despacho dele, ele fala que a matéria requer urgência à Câmara pra se pronunciar em 5 dia. Isso e um prazo relativamente curto e a nossa expectativa é que ele possa já com os dados, tanto da Câmara quanto da Procuradoria Geral da República, emitir seu voto. Nossa expectativa é que o voto seja seguindo a jurisprudência, firmada no STF, que tem negado, anulado todas as antecipações (de eleição ) das Câmaras Municipais de todo país e em Salvador não vai ser diferente”, opinou.

Por Jones Almeida / Ana Castelli

Compartilhe