Bruno Reis critica Governo do Estado: “Insegurança está tomando conta das ruas”

O prefeito de Salvador, Bruno Reis (União Brasil), cobrou uma ação energética da Secretaria de Segurança Pública para conter o avanço da violência na cidade e disse que “infelizmente” os baianos vivem no “Estado mais violento do Brasil”. Na entrega de 204 casas do Morar Melhor, em São Caetano, nesta terça-feira, 3, o gestor fez criticas e responsabilizou o governo estadual pela situação de insegurança na capital.

“Infelizmente a insegurança está tomando conta das ruas da nossa cidade e estamos vivendo no estado mais violento do Brasil”, afirmou.

Reis também disse que a prefeitura tem colaborado para ajudar a minimizar o quadro mas que é preciso uma ação mais efetiva da gestão estadual.

“Nós implantamos o Salvador Card para retirar o dinheiro em espécie dos ônibus. Depois, implantamos um sistema de câmeras em todos os veículos. Implantamos o programa meu ponto iluminado e hoje praticamente todos os pontos de Salvador têm duas luminárias ao lado. Criei uma ronda da Guarda Municipal para percorrer os pontos de ônibus com maior trânsito de pessoas. Efetivamente, eu não tenho como colocar um guarda em cada ônibus. Chegou a hora do governo do estado, que infelizmente vem perdendo a guerra contra o crime, ter uma posição mais enérgica”, criticou.

Ontem à noite uma cobradora foi baleada durante um assalto a ônibus, na Avenida Afrânio Peixoto, a Suburbana. No último  dia 25, um ônibus que levava rodoviários ao trabalho foi assaltado também no Subúrbio. Na capital, em média, acontece 5 assaltos a ônibus por dia.

Por Ana Castelli

Compartilhe