Itamaraty diz lamentar declaração do porta-voz dos EUA

Ministério considera o posicionamento de Jen Pskalki nada “construtivo” e “útil” referente a fala de Bolsonaro na Rússia

O Ministério das Relações Exteriores disse neste sábado (19) que lamenta as declarações do porta-voz da Casa Branca, Jean Psalki. Em comunicado à imprensa, o Itamaraty afirma que o posicionamento de Psalki não proporciona nada “construtivo” e “útil” referente as falas do presidente Jair Bolsonaro (PL).

“As posições do Brasil sobre a situação da Ucrânia são claras, públicas e foram transmitidas em repetidas ocasiões às autoridades dos países amigos e manifestadas no âmbito do CSNU (Conselho de Segurança das Nações Unidas)”, diz a nota.

Na quinta-feira (17), o Departamento de Estado dos Estados Unidos disse que os atos de Bolsonaro “mina a diplomacia internacional”.

No encontro com o presidente russo, Bolsonaro sinalizou solidariedade à Rússia e ressaltou os interesses econômicos e militares entre as nações.

“Declarações a respeito da política externa brasileira”

“O Ministério das Relações Exteriores lamenta o teor da declaração da porta-voz da Casa Branca a respeito de pronunciamento do Senhor Presidente da República por ocasião de sua visita à Rússia.

“As posições do Brasil sobre a situação da Ucrânia são claras, públicas e foram transmitidas em repetidas ocasiões às autoridades dos países amigos e manifestadas no âmbito do Conselho de Segurança das Nações Unidas (CSNU). O Ministério das Relações Exteriores não considera construtivas, nem úteis, portanto, extrapolações semelhantes a respeito da fala do Presidente.”

Compartilhe