João Roma lidera ação do Governo Federal para ajudar Bahia depois das chuvas

O Ministro da Cidadania, João Roma (Republicanos), lidera a coordenação das ações do Governo Federal para ajudar os municípios baianos atingidos pelas chuvas do fim do ano passado. Na manhã desta segunda-feira (3), por exemplo, 23 médicos que vão ajudar as vítimas nas cidades afetadas pelas fortes chuvas desermbarcaram no estado. A ação federal atende um pedido feito pelo Governo da Bahia. No total, serão 99 profissionais de saúde, sendo que até o dia 10 a expectativa é que 119 profissionais de saúde estejam atuando para reforçar a atenção primária baiana. Destes trabalhadores, oito já estão em Ilhéus, um dos municípios mais afetados pelas enchentes causadas pela chuva.

João Roma, pré-candidato ao Governo da Bahia, esteve acompanhado dos ministros Marcelo Queiroga (Saúde) e Damares Alves (Mulher, Família e Direitos Humanos). A previsão é que a Bahia receba até o final semestre 624 médicos para reforçar a atenção a saúde.

“O reforço da equipe de médicos vai fazer diferença efetiva na vida das pessoas”, afirmou o ministro João Roma, nesta segunda-feira, 3.

A previsão do governo federal é que 119 médicos cheguem à Bahia até o dia 10 para atuar na atenção primária em cidades que decretaram estado de calamidade pública.

No estado, segundo o último boletim divulgado na tarde de ontem (2) pela Superintendência de Proteção e Defesa Civil da Bahia (Sudec), os números referentes à população atingida pelas enchentes que ocorrem em diversas regiões do estado, são 32.594 desabrigados, 57.451 desalojados, 25 mortos e 517 feridos. O número total de atingidos chega a 661.508 pessoas.
Os números correspondem às ocorrências registradas em 165 municípios afetados. Desses, segundo o governo baiano, 153 decretaram situação de emergência.

Por Felipe Castilho / Ana Casteli

Compartilhe