Brasil cria mais de 324 mil empregos com carteira assinada em novembro, mostra Caged

Resultado é o melhor desde agosto deste ano, quando foram registrados 372 mil novos postos de trabalho; setores de serviço e comércio lideram aumento mensal e representam 320 mil contratações

O mercado de trabalho brasileiro criou mais de 324 mil empregos com carteira assinada no mês de novembro. Segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) , divulgados pelo Ministério da Trabalho e da Previdência nesta quinta-feira, 23, foram 1.772.766 contratações e 1.448.654 demissões, o saldo positivo de 324.112 vagas. O resultado é o melhor desde o mês de agosto, quando foram criadas 372 mil vagas. Ao todo, são 41.551.993 vínculos de trabalho ativos no período, o que representa uma variação de 0,79% em relação ao mês anterior. No acumulado de 2021, o saldo é de 2.992.898 empregos, decorrente de 19.136.617 admissões e de 16.143.719 desligamentos. Entre os grupamentos de atividades econômicas apresentaram saldo positivo, o destaque vai para o setor de serviços, com 180.960 vagas e 139.287 novos postos de trabalhos formais. Em segundo lugar, o comércio registrou 139.287 empregos. Por sua vez, a agropecuária recuou, com 16.797 vagas formais a menos. Todas as regiões também tiveram saldo positivo em novembro. O Sudeste liderou com a criação de 178.422 postos, seguido pelo Nordeste, com 58.181 vagas de trabalho e do Sul, com 54.048 vagas. Enquanto isso, o Centro-Oeste encerrou o mês com número positivo de 17.089 postos, e o Norte com 15.952. Os dados do Caged também trazem o salário médio de admissão, que foi de R$ 1.778,84 em novembro deste ano.

Compartilhe