Em live, Bolsonaro chama Moro de mau-caráter e mentiroso

Presidente se irritou com afirmações de seu ex-ministro da Justiça que o acusou de ter comemorado quando Lula saiu da prisão

Na live semanal desta quinta-feira (2), o presidente Jair Bolsonaro criticou o ex-juiz e ex-ministro da Justiça Sérgio Moro. Bolsonaro se irritou com o comentário que Moro fez à imprensa de que o presidente teria comemorado quando o ex-presidente Lula foi solto. Segundo Moro, o presidente teria comemorado a soltura de Lula porque isso seria bom politicamente para ele.

“Um assunto que eu não queria tocar aqui porque mexe com ex-ministros. Mas esse cara está mentindo descaradamente. É um cara que quer ser candidato, é um direito dele, aí em vez de demonstrar o que ele fez, ele fica só apontando o dedo para os outros e mentindo. É o caso do Sérgio Moro. A última notícia dele é que ‘Bolsonaro comemorou quando Lula foi solto, diz Moro. E o vídeo ele fala ‘ouvi dizer’. É um papel de palhaço, [de] um cara sem caráter”, disse o presidente.

Bolsonaro mencionpu o período do caso da ‘vaza jato’ em que as trocas de mensagens dos procuradores Lava Jato foram divulgadas. ” O que eu fiz com ele? “No dia 11 de junho, para fortalecê-lo, porque ele estava abatido, ele reclamou, né? ‘ah o Delagnol não apagava as mensagens e eu apagava’. Então no dia 11 de junho eu fui a um evento com ele da Marinha para dar moral para ele”, afirmou.

Bolsonaro disse ainda que as mensagens eram vergonhosas trocas de informações que aconteceram na época. “Eu tive acesso a muita coisa que aconteceu lá. Vergonhosas trocas de informações que eu tive conhecomento depois”, afirmou o presidente. Bolsonaro enumerou alguns jogos em que foi assistir ao lado de Moro e disparou: “Não sabe nem torcer. Se jogar uma bola para ele, não sabe nem o que fazer”, provocou.

Depois de enumerar as vezes em que teria saído em público na companhia de Moro para promovê-lo, Bolsonaro disse: “E agora ele chega aqui, quer ser candidato, é um direito dele, está agora atacando dizendo que no dia 8 de novembro de 2019 eu comemorei o Lula livre. Pelo amor de Deus, cara! Falta de caráter! Saiu do governo pela porta dos fundos, traindo a gente! Queria trocar o diretor da Polícia Federal pela sua indicação para o Supremo! ‘Você me indica para o Supremo e daí você troca o diretor geral’. Antes de tudo é atribuição minha trocar. Mas mesmo assim deixei nomear o Valeixo lá, e não funcionava a Justiça!”

O presidente disse ainda que soube pela imprensa que Moro declarou que deveria ter jogado mais duro com a questão de decretos de portarias de armas. “Ou seja, ele é desarmamentista. Como é que ele aceitou trabalhar no meu governo sabendo que uma das bandeiras minhas foi a questão do armamento? E ele era contra armamento? É falta de caráter! É o mínimo que posso falar desse cara aí! Ficar fazendo campanha na base da mentira? Aprendeu rápido, hein, Sérgio Moro! Aprendeu rápido a velha política,” provocou o presidente. “E fica me acusando, negócio de centrão. Ué, não sabia dos partidos que eu integrei o governo? O tal do centrão que é um nome pejorativo, são quase 300 deputados. Para aprovar qualquer coisa, você precisa de deputados desses partidos, que são rotulados como centrão. Como se todo mundo do centrão não prestasse. Eu vou negociar com o PSOL com o PCdo B? Não!”

Bolsonaro afirmou ainda que tem consigo a informação sobre quem vazava as informações do COAF durante o período da ‘vaza jato’. ‘Tem [registros] dos procuradores do Moro rindo dos vazamentos do COAF, do meu nome, da minha família para a imprensa. Onde deviam tomar uma providência, só riam. Esse é o Sérgio Moro! Tá aí a vaza jato para bem demonstrar tudo isso aí”, concluiu. Ao fim da live, o presidente recebeu a visita do cantor Netinho.

Compartilhe