Bolsonaro endossa Rui e diz que é contra realização do carnaval

O presidente Jair Bolsonaro criticou, durante entrevista à Rádio Sociedade da Bahia, nesta quinta-feira, 25, a possibilidade de realização de carnaval no Brasil. A declaração do presidente corrobora com o posicionamento do governador Rui Costa (PT), um dos principais críticos de sua gestão no governo federal.

A realização da folia momesca depende de autorização de prefeitos e governadores. No Brasil, até o momento, mais de 54 municípios já cancelaram, pelo segundo ano, a realização da festa, temendo uma quarta onda da pandemia do Coronavírus.

“Por mim não teria carnaval. Mas, tem um detalhe, quem decide não sou eu. Segundo o STF, são os governadores e os prefeitos”, criticou Bolsonaro.

Em Salvador, o prefeito Bruno Reis (DEM-União Brasil) disse que a realização da maior festa de rua do planeta na capital baiana está condicionada aos dados epidemiológicos, que aponte maior controle da circulação do vírus e avanço da vacinação. Na Bahia, quase 3 milhões de pessoas não tomaram a segunda dose, enquanto que na capital esse número passa de 300 mil pessoas. Essa semana, em audiência pública na Câmara de Vereadores, a Fiocruz disse que para a realização da festa, com segurança sanitária, o ideal é que pelo menos 90% da população estivesse com o ciclo vacinal completo.

Por Tabata Duarte / Felipe Castilho

Compartilhe