Armado e com distintivo, presidente da Câmara de Vereadores de Candeias ameaça integrante do Informe Baiano

Carlos Júnior, responsável pela Tecnologia da Informação do site Informe Baiano, foi intimidado na tarde desta quarta-feira (20/10), na 20ª Delegacia Territorial da cidade de Candeias, pelo presidente da Câmara de Vereadores, Silvio Correia (PV). Há duas semanas, Carlos recebeu uma ligação para comparecer na unidade policial na data de ontem, às 14h.

Ao chegar na 20ª DT, o profissional se reportou a uma funcionária e foi informado que não havia delegado. Ao prestar esclarecimentos, disse que não era o responsável pelo conteúdo do site e indicou o nome do gerente de jornalismo. Enquanto prestava depoimento, o trabalhador foi surpreendido com a chegada de um homem.

“Eu achei que era uma brincadeira, que era um agente policial querendo colher alguma informação, mas aí ele disse que era o presidente da Câmara, mostrou a pistola. Falou que era para eu retirar a matéria do ar, que eu estou brincando com coisa que não imagino. Disse também que a situação não iria ficar fácil para mim se não retirar a matéria. Aí eu achei que iria morrer, fiquei com medo de ele fazer alguma coisa comigo na saída da delegacia. Então, eu disse a moça que me atendeu e a ele que eu não tinha nada a ver com o site”, relatou Júnior.

O presidente da Câmara, a todo momento, se comportava como policial civil e mostrava a arma na cintura, além de um distintivo. Silvio Correia acusou o representante do IB de calúnia e difamação, por ter publicado em Agosto desse ano uma notícia em que o presidente da Casa havia apresentado a sessão comemorativa com voz embargada e fala arrastada. O site ouviu, sob anonimato um vereador, que afirmou desconfiar que o mesmo estava consumindo, supostamente, bebida alcóolica. (veja aqui).

O representante do IB, durante o depoimento, continuou sendo provocado pelo vereador. Tinham quatro mulheres na sala. Temerosas, as funcionárias sinalizaram para Carlos não falar nada para evitar um problema maior e ficar tranquilo.

“Após alguns minutos Silvio ligou para dois rapazes que chegaram na delegacia. Um deles, ele chamou de filho e apontando para mim disse: ‘esse ai é o rapaz que está falando de mim no site. Isso não vai ficar assim. Ou vocês removem a matéria ou eu não vou sossegar. Disse também que eu era muito ousado e que eu iria ver”, afirmou.

“Eu não tenho nenhum inimigo. Em mais de 5 anos colaborando com o Informe Baiano nunca recebi nenhuma ameaça. Pelo contrário. Então, se acontecer alguma coisa comigo as autoridades podem ficar sabendo, de antemão, que o autor foi o presidente da Câmara de Vereadores de Candeias”, finalizou Carlos Júnior.

Censura e intimidação

O Informe Baiano denunciará o caso na Polícia Civil, Associação Bahiana de Imprensa (ABI) e também ao Sindicato dos Jornalistas da Bahia (Sinjorba), pois trata-se de tentativa de censura contra a imprensa cometido pelo senhor Silvio Correia. O coordenador de Tecnologia da Informação do site, Carlos Junior, já está sendo orientado juridicamente e adotará todas as medidas cabíveis. Outra denúncia será feita a Corregedoria-Geral da Secretária da Segurança Pública para apurar se de fato, o presidente da Câmara é policial civil, e se estava em serviço no momento da ocorrência.

Histórico de Agressões

O atual presidente da Câmara de Candeias, o vereador Silvio Correia, já foi flagrado em outros momentos de supostas agressões e ameaças. Reportagens publicadas nos sites Bahia Noticia em 11 de Junho de 2019 (veja aqui) e Madre Sem Média (veja aqui), afirmaram que o então vereador desferiu um soco na cara do então procurador da própria Câmara, Marcelo Ferraz.

Segundo os sites Aratu On e Farol da Bahia, ele também teria atirado contra o funcionário de uma barreira sanitária na cidade vizinha de Madre de Deus. (veja aqui e aqui).

Compartilhe