Deputado Samuel Júnior critica Superman bissexual; “abominável”

O deputado estadual Samuel Júnior (PDT) criticou, em publicação nas redes sociais, o anúncio de que Jon Kent, o Superman atual, vai assumir ser bissexual na revista em quadrinho (HQ) “Superman: Son of Kal-El # 5”. Jon herdou o posto de Superman de seu pai Clark Kent. A recém-lançada série de HQs “Superman: Son of Kal-El” mostra a vida desse herói de 17 anos, que terá um relacionamento homoafetivo com Jay Nakamura, um ativista hacker. O primeiro beijo dos dois, que são amigos, estará na quinta edição da série.

O anúncio da editora movimentou as redes sociais e foi alvo de criticas e elogios de internautas.
“A heteronormatividade, padrão cristão, bíblico e biológico, vem sendo combatida com muita força, sobretudo na cultura pop e nos produtos de mídia voltados para crianças e adolescentes. As forças das trevas têm se levantado com muita força contra o padrão divino para impor como normal aquilo que a Bíblia diz que é abominável. Ore! Compartilhe! Manifeste-se!”, escreveu o parlamentar, que também é pastor da Igreja Assembleia de Deus.

No post, o deputado ainda citou a ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, e o colega deputado federal Alex Santana, também evangélico. Ambos os políticos, atualmente na base do governador Rui Costa, PT, estão de saída do PDT depois de se alinharem politicamente ao presidente Jair Bolsonaro.

Por Ana Castelli

Compartilhe