Queiroga diz que vacinação em adolescentes começou antes do previsto e critica governadores

Em coletiva nesta quinta-feira (16), o ministro da Saúde Marcelo Queiroga classificou a vacinação em adolescentes, de 12 a 17 anos, contra covid-19 de ‘intempestiva’. Ele ainda criticou os governadores que começaram a imunização do grupo.

Queiroga afirmou que a decisão de suspender a vacinação em adolescentes sem comorbidades, se deve por notificações de reações adversas que ocorreram em jovens que foram vacinados com outras doses, que não foram a Pfizer.

“Estados e municípios iniciaram essa vacina antes, até no mês de agosto, a vacina que era para começar ontem (…) Sigam a recomendação do PNI não apliquem vacinas que não têm autorização da Anvisa”, disse.

Compartilhe