Confira a coluna ‘Olho de Tandera’ por Jones Almeida

Emerson Penalva indicou, Bruno Reis implementou

A carteira digital de vacinação contra Covid, ideia apresentada pelo vereador Emerson Penalva (Podemos) ao prefeito de Salvador, Bruno Reis (DEM), foi implementada em Salvador esta semana. O passaporte digital, ideia original, vai permitir que as pessoas vacinadas contra o Coronavírus, com a dose única ou as duas doses, tenham acesso a locais públicos e privados da cidade. A iniciativa de Penalva surge como alívio especialmente para o setor de eventos, que graças a ideia do edil e a implementação pela prefeitura do Salvador permitirá que o setor, um dos mais atingidos e prejudicados na crise sanitária, enfim, possa voltar a respirar. Com o passaporte digital e o avanço da imunização, por exemplo, shopping centers, casas de shows, bares, restaurantes, lanchonetes, estádios, ginásios, arenas, cinemas e academias poderão exigir a comprovação da vacinação para quem adentrar os estabelecimentos. Na prática, a medida representa mais segurança para quem trabalha e para quem consome.
O projeto de indicação do parlamentar já serve de exemplo e tornou-se referência, sendo copiado por outros municípios. Merece aplausos dada sua relevância social e importância para a economia.

Recurso bloqueado

A Receita Federal bloqueou R$1.067.337,00 das contas da prefeitura municipal de Itaberaba. Todo o recurso dos cofres públicos da cidade. No entanto, a gestão reclama que a dívida é antiga e se arrasta desde a emancipação do município, e o bloqueio aconteceu sem aviso prévio. Cidade portal de entrada da Chapada Diamantina não foi a única penalizada com a sanção e a UPB está buscando o desbloqueio dos valores. Para isso deve ser realizado um reparcelamento da dívida em 240 meses e, em especial, a redução da alíquota do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) para as gestões que, atualmente, pagam 22,5%.

Leão candidato

Para onde vai, o vice-governador João Leão (PP) diz que é candidato ao cargo maior do governo estadual em 2022. No entanto, o senador Jaques Wagner (PT-BA), provável cabeça de chapa da majoritária do grupo que o PP faz parte, diz para onde vai também que o grupo não vai rachar. Ou Wagner não faz questão do PP, ou ele sabe algo que a gente não sabe e está segurando para contar somente ano que vem.

Rugindo Alto 

Por falar no bonitão, o vice-governador João Leão bateu o pé e afirmou que “será o próximo governador” da Bahia. Obstinado e bom articulador, Leão trabalha com dois cenários, a depender da conjutura. Apoiar candidatura de Rui Costa ao Senado Federal, e ele assumir o Palácio de Ondina por, pelo menos, 6 meses ou, num contexto mais radical, lançar sua candidatura avulsa ao governo do estado. E pode?

De malas prontas para o PP

O deputado federal Alex Santana e o deputado estadual Samuel Jr estão prontos para oficializar o ingresso no PP do vice-governador João Leão. Os parlamentares deixaram o PDT, presidido na Bahia pelo deputado Félix Mendonça Jr, logo depois de participarem de atos em celebração ao 7 de setembro e em defesa do presidente Jair Bolsonaro. O PP, que faz parte da base de sustentação ao governador Rui Costa na Bahia, apoia o presidente Bolsonaro em Brasília.

Jogo de cena?

Experientes observadores da cena política baiana, enxergam no movimento do vice-governador João Leão em defesa da sua candidatura ao Palácio de Ondina, um jogo de cena pra manter a tropa do PP, sobretudo parlamentares e prefeitos, unida em torno da postulação do “Rei da Selva”. Há quem diga que se antecipar o apoio ao senador Jaques Wagner, a juba do felino selvagem pode ficar mais rala e menos atraente politicamente, desvalorizando o peso da eventual adesão.

A força dos Joaõs e o sonho de Brasília

Em Brasília, o sonho é que possa acontecer a união de João Leão e João Roma na disputa pelo governo da Bahia. Com o ingresso definitivo do PP no governo do presidente Jair Bolsonaro, nos bastidores é o arranjo que especulam como a grande novidade no cenário político baiano, impulsionado pela “obstinação” de Leão em ser governador. Os grupos de ambos políticos tem afinidade e, se concretizando aliança, não seria novidade. A conjuntura política é que vai ditar o passo.

O Reizinho paquerado

Enquanto se aventa possibilidades, continua o “assédio” sobre o deputado federal Cacá Leão. Emissários do presidente nacional do DEM, ACM Neto, paqueram o leãozinho. A sedução é o Senado Federal. Garantem que uma aliança com o PP daria a Cacá a vaga no grupo como candidato ao Senado. Seguem, por enquanto, na paquera.

Não é tandera, mas está de olho

Quem está de olho nessas movimentações do PP é o PSD, do senador Otto Alencar. Fiel aliado do PT na Bahia, o partido pode abocanhar espaços privilegiados do progressista no governo do estado numa eventual debandada.

Visão além do alcance acertou mais uma

Falamos por aqui que o ex-secretário Villas Boas pavimentava sua estrada até Brasília ao lado de uma famosa secretária de saúde de uma cidade da região metropolitana. Como leal escudeira não escreveu uma linha ou se pronunciou acerca do episódio que culminou com a sua exoneração. A sororidade passou longe e a boa amizade garantiu uma boa largada de pré campanha em uma concorrida posse para um colegiado de secretários municipais de saúde. Aqui a visão além do alcance! É Olho de Tandera!

Comigo cê chega e senta

Tem gente reclamando que não consegue falar com o prefeito de Madre de Deus. Se for via secretariado é impossível. Apesar disso, dizem que o alcaide tem escolhido suas companhias de maneira criteriosa para evitar tomar abraço de tamanduá. Será que o Beija Flor canta: “É que com ele você tenta. Comigo, você chega e senta” para explicar quem vai tentar dois dedos de prosa por meio de seus auxiliares?

Rui da Saúde

O governador Rui Costa entregou esta semana a 22a Policlínica Regional em sua gestão, em Serrinha. Ele esteve cercado de deputados e lideranças da região, que já apelidavam o governador como “Rui da Saúde”, em alusão aos investimentos feitos em sua gestão na área.

Quem comanda a Saúde?

Por falar nisso, está quase tudo encaminhado para a oficialização de Tereza Paim como Secretária de Saúde do Estado. O ponto central para sua efetivação, além de sua competência, é a continuidade dos trabalhos iniciados na gestão do ex-secretário Fábio Vilas Boas. Paim, por sinal, goza de prestigio entre deputados. No entanto, eles torcem para que Vilas Boas, pré-candidato a deputado federal, não exerça “influência” na pasta com a manutenção da equipe.

ACM Neto acena em Feira

A passagem do presidente do DEM, ACM Neto, por Feira de Santana no último fim de semana, comentam observadores do Portal do Sertão, deixou muito animado o ex-prefeito José Ronaldo. Ele deseja participar da chapa majoritária em 2022, mas tudo depende do arranjo que Neto fará na sua base. O ex-prefeito de Salvador, porém, acenou pra Ronaldo, garantindo a ele “papel de destaque” no processo eleitoral. Se não for candidato ao Senado, José Ronaldo deve disputar a Câmara Federal e tentar administrar a Princesa, novamente, em 2024, sucedendo o atual prefeito Colbert Martins, do MDB.

Dor de cabeça em Feira

Por falar na segunda maior cidade da Bahia, lá quem mais tem dado dor de cabeça ao prefeito Colbert Martins, do MDB, não são os vereadores do PT e do PSOL. É o presidente da Câmara Municipal, vereador Fernando Torres, PSD, que apoiou a eleição do emedebista mas hoje lhe faz oposição ferrenha. Lá dizem que Martins só terá sossego se Torres for candidato a deputado federal e sair vitorioso. Se não vencer, apostam que voltará para Câmara de Vereadores “com ódio dos covardes”, mas se vencer, apontam, se cacifica para disputar a prefeitura da Princesa, ao que tudo indica contra Zé Neto, do PT, e José Ronaldo, do DEM. Dizem que pode ser, em Feira, a eleição do século.

Nelson Pelegrino no TCM

Como apontou essa coluna há quase um mês, Nelson Pelegrino, então secretário de Desenvolvimento Urbano, deputado federal lincenciado e petista histórico, carimbou sua ida para o Tribunal de Contas dos Municípios, a despeito da ação movida pela Associação dos Servidores do TCM. Agora, a disputa, no PT, é pela base eleitoral de Nelson. Ela deve migrar, em parte, para apoiar a candidatura a deputado federal do secretário de Educação, Jerônimo Rodrigues, com aval do governador Rui Costa.

Eu sou Jones Almeida e volto na próxima quarta-feira com a coluna “Olho de Tandera“. Ligado em tudo.

Compartilhe