Após causar mal-estar no PSDB, FHC declara que votará em Doria

O ex-presidente incomodou o partido depois de se encontrar com Lula e afirmar que votaria no petista em um segundo turno contra Bolsonaro

Fernando Henrique Cardoso (PSDB) afirmou que pretende votar em João Doria (PSDB) para presidente nas próximas eleições. A declaração foi feita neste sábado (31/7) durante um encontro entre o ex-presidente e o atual governador de São Paulo.

No vídeo divulgado pela equipe de Doria, FHC aponta para ele e diz: “Ele é candidato à Presidência e tem meu voto”. O apoio era esperado por eles fazerem parte do mesmo partido, mas veio alguns dias depois do ex-presidente ter causado certo mal-estar no PSDB.

FHC se encontrou com o também candidato à presidência Luiz Inácio Lula da Silva (PT) nas últimas semanas, o que não foi bem visto pelos tucanos. Na ocasião, ele afirmou que votaria em Lula em um segundo turno entre o petista e o presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

Na época, alguns políticos filiados ao PSDB renderam críticas à FHC. Mas ele se defendeu: “Reafirmo, para evitar más interpretações: PSDB deve lançar candidato e o apoiarei. Se não o levarmos ao segundo turno, neste caso não apoiarei o atual mandante, mas quem a ele se oponha, mesmo o Lula”.

Reinauguração
Fernando Henrique e João Doria se encontraram na reabertura do Museu da Língua Portuguesa, que ocorreu em São Paulo neste sábado. A reinauguração ocorreu seis anos após incêndio que atingiu o prédio e destruiu completamente dois andares.

Por lá também estavam o ex-presidente Michel Temer, e os presidentes de Portugal, Marcelo Rebelo de Sousa; e de Cabo Verde, Jorge Carlos Fonseca.

Compartilhe