Ministério da Saúde aponta irregularidades em contratos de gestão de Barros

Uma nota técnica do Ministério da Saúde que foi entregue ao Ministério Público Federal apontam irregularidades durante gestão do ex-ministro e atual deputado Ricardo Barros (PP-PR).

De acordo com o G1, o documento indica que houve favorecimento de empresas, inobservância da legislação administrativa, de licitações e sanitária, prejuízo ao patrimônio público e descumprimento de centenas de decisões judiciais.

“Assim, com base no histórico do Contrato no. 02/2018 observou-se que o ajuste firmado entre o DLOG/SE/MS e a Global Gestão em Saúde S.A. foi firmado sem prévia análise da CONJUR/MS, comprometendo o efetivo controle da legalidade, o que contribuiu para que diversas irregularidades fossem cometidas desde o início do procedimento licitatório”, diz trecho do documento.

No entanto, corregedoria do Ministério da Saúde afirmou que não vai apurar a conduta de Ricardo Barros porque o deputado não tem mais vínculo com a pasta. Ele foi ministro da Saúde durante o governo Michel Temer, entre 2016 e 2018.

Compartilhe