Contrariando orientações sanitárias e de Rui, PT anuncia novo ato contra Bolsonaro

O PT de Salvador planeja uma nova manifestação em defesa do impeachment do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) para o dia que simboliza os 198 anos da independência do Brasil na Bahia. A atividade contraria as orientações de autoridades sanitárias contra aglomerações e decisão do governador Rui Costa que proíbe, pelo segundo ano seguido, atividades públicas no 2 de Julho.

O presidente municipal da sigla, Ademário Costa, no entanto, confirmou que a manifestação sairá da Lapinha ao Terreiro de Jesus. No último dia 19 de junho, movimentos sociais, sindicais, ao lado do PT, PC Do B, PSB, PSOL, reuniu, segundo estimativas, 7 mil pessoas nas ruas do Campo Grande no ato nacional contra Bolsonaro, em caminhada que terminou no Farol da Barra. A atividade, na época, que promoveu aglomerações nas ruas, mesmo com uso de máscara, foi criticada pelo prefeito Bruno Reis (DEM) e pelo secretário de saúde, Léo Prates (PDT), por ser realizada no pior momento da pandemia e nas proximidades dos festejos juninos. Em São Gonçalo dos Campos, no último dia 23, o prefeito do município Tarcísio Pedreira foi conduzido a delegacia pela Polícia Militar por promover um forró itinerante e desrespeitar decreto do governador Rui Costa, que proibia atos públicos no estado no periodo junino. A taxa de ocupação dos leitos hospitalares destinados a Covid no estado segue acima de 80% e a expectativa é que esse cenário possa piorar na primeira semana de Julho como reflexos da manifestação no dia 19 e das festas juninas.

Por Jones Almeida

Compartilhe