Bacelar diz que unidade na Bahia é importante para eleição de Wagner e que Bolsonaro representa a “barbárie”

O presidente estadual do Podemos, deputado federal João Carlos Bacelar, apontou que a unidade da base de apoio ao governo Rui Costa é decisiva para que o senador Jaques Wagner (PT) tenha uma campanha vitoriosa em 2022 ao governo do estado. Em conversa com o Classe Política, em Brasília, nesta quinta-feira (10), o parlamentar também sinalizou que apoiará a candidatura de Lula à presidência da República. Em 2018, o Podemos lançou a candidatura de Álvaro Gomes (PR) ao Palácio do Planalto. Bacelar também fez críticas a Bolsonaro, a quem acusou de representar a “barbárie”.

“Nosso grupo na Bahia é um grupo fortíssimo, com grandes lideranças, e que, mantida essa unidade, nós temos uma grande chance de continuarmos no governo”, refletiu.

“Quanto a questão nacional o país caminha para uma eleição polarizada, e não é bom. Cabe ao centro tentar se articular para tirar Bolsonaro, porque nós já estamos no segundo turno, Lula tá no segundo turno. A questão é se será Lula contra a barbárie ou Lula contra um seguimento civilizado e democrático”, afirmou o deputado.

Na eleição de 2020, Bacelar recebeu 11 mil votos como candidato a prefeito de Salvador. No mês passado, o político emplacou seu irmão, Maurício Bacelar, no comando da Secretaria de Turismo do governo do estado, consolidando o Podemos como uma das legendas que formam a coalização, liderada pelo PT, que governa a Bahia a 14 anos.

Por Jones Almeida

Compartilhe