Guedes fala em “consolidação fiscal” e crescimento de até 5% do PIB

Ministro voltou a declarar que “vem aí” um Bônus de Inclusão Produtiva (BIP) e o de Qualificação (BIQ)

O ministro da Economia, Paulo Guedes, voltou a dizer nesta terça-feira (8/6) que as projeções de crescimento econômico deste ano estão sendo revisadas para cima. O ministro declarou que sua equipe já estima que o Produto Interno Bruto (PIB) cresça entre 4% e 5%.

“Estamos vendo na economia brasileira todas as revisões sendo feitas para cima. O crescimento econômico que era estimado em 3,2%, 3,3% já passou de 4%, já tem gente indo para 5%. Nós continuamos ainda conservadoramente”, disse. “Nosso cálculo é entre 4% e 5% a taxa de crescimento”, completou.

Na avaliação de Guedes, “o mais importante” é que a consolidação fiscal está avançando e o déficit brasileiro, que subiu muito no ano passado por causa da Covid-19, está sendo “reduzido significativamente, sem sacrificar o combate à doença”.

Como em outros eventos, o ministro voltou a declarar que “vem aí” um Bônus de Inclusão Produtiva (BIP) e o de Qualificação (BIQ). O primeiro é custeado pelo governo. O segundo, pelos empresários, com o intuito de incentivar a qualificação do público jovem, onde está concentrada grande parte do número de desempregados.

Compartilhe