Capitão Alden tenta salvar mandato mas é “ignorado” por deputados na Assembleia Legislativa

Deputado deve ser o quarto a perder mandato nesta legislatura

O deputado estadual Capitão Alden (PSL) tem tentado, de todas as formas, contato com deputados, inclusive os de esquerda, na busca de salvar seu mandato da cassação na Assembleia Legislativa. Ele pode ser o primeiro parlamentar da Casa Legislativa a perder o mandato por quebra de decoro. Apesar dos esforços, Capitão Alden não tido êxito. O Classe Política apurou que a situação dele é “insustentável” e que o mais provável é que tenha seu mandato cassado pelo parlamento. O deputado acusou mês passado colegas da bancada de oposição, sem provas, de receberem até R$ 1,6 milhão mensais da prefeitura de Salvador. A declaração caiu como uma bomba, pegando a Classe Política de surpresa. Onze deputados assinaram requerimento para Representação no Ética Disciplinar contra Alden. Apenas três da bancada de oposição não assinaram o documento, Soldado Prisco, Talita Oliveira e Josafá Marinho. O requerimento foi publicado na edição desta terça-feira (4) no Diário Oficial do Legislativo, por determinação do presidente da Casa, deputado Adolfo Menezes (PSD). O prazo máximo para uma decisão final do colegiado é de 60 dias. Mas a conclusão, confidenciada em off por deputados, é que o destino de Alden deve ser o mesmo do ex-deputados Targino Machado, Marcell Moraes e Pastor Tom, que perderam seus mandatos nessa legislatura.

Por Jones Almeida

Compartilhe