Benefícios do Auxílio Emergencial poderão ser movimentados por Pix

Pix, sistema de pagamentos instantâneo do Banco Central, lançado em novembro do ano passado, ganhará novas funcionalidades. Uma delas é que, a partir do dia 30 de abril, recursos recebidos do benefício do Auxílio Emergencial 2021 poderão ser movimentados por Pix. A única exceção se dará para os casos de transferência para conta de mesma titularidade.

A outra funcionalidade é que o Pix Agendado não vinculado a um Pix Cobrança seja obrigatoriamente ofertado pelas instituições financeiras e de pagamentos a partir de 1º de setembro deste ano. Atualmente, a modalidade é facultativa.

O Pix Agendado é a possibilidade do usuário pagador agendar um Pix para uma data futura. De acordo com o Banco Central, o objetivo é ampliar a comodidade dos pagadores, garantindo que todos os usuários, independente da instituição onde têm conta, possam agendar um Pix.

O Pix Cobrança para pagamentos com vencimentos será lançado em 14 de maio. A terceira novidade prevê que as instituições participantes do Pix que não conseguirem proporcionar a experiência completa de pagamento – leitura do QR Code e pagamento em data futura – entre 14 de maio a 30 de junho, terão que, no mínimo, possibilitar a leitura e o pagamento na data da leitura do QR Code. A partir de 1º de julho, todos os participantes precisam ser capazes de fazer a leitura e possibilitar o pagamento do QR Code para data futura.

Mais opções serão oferecidas aos usuários do Pix em 2021 e 2022

O consultor no Departamento de Competição e de Estrutura do Mercado Financeiro, do Banco Central, Breno Lobo, contou que ainda no primeiro semestre de 2021 será lançada a possibilidade de usar a conta salário para iniciar um Pix e para fazer a portabilidade.

Outra novidade será o Saque Pix, que permitirá que as pessoas consigam sacar dinheiro nos estabelecimentos comerciais de todo o país que aderirem. A ideia é que esses serviços estejam disponíveis no segundo semestre deste ano.

Compartilhe