STF pode derrubar liminar que liberou cultos e missas presenciais

Após decisão de Kassio Nunes Marques em liberar missas e cultos presenciais, ministros do STF tentam levar o assunto ao plenário nesta semana.

A intenção é derrubar a liminar devido ao agravamento da pandemia do novo coronavírus. O ministro, indicado pelo presidente Jair Bolsonaro, atendeu a pedido da Associação Nacional de Juristas Evangélicos (Anajure).

O partido Cidadania pediu ao presidente do STF, Luiz Fux, que casse a liminar de Nunes Marques.

Compartilhe