Deputado Daniel Silveira pode ganhar liberdade com o uso de tornozeleira

A Procuradoria-Geral da República (PGR) informou nesta terça-feira (2) que é a favor da soltura do deputado Daniel Silveira. A recomendação é para que ele seja monitorado com tornozeleira eletrônica e não se aproxime do STF.

O ministro Alexandre de Moraes pediu um parecer da PGR sobre o assunto na semana passada. A procuradoria acredita que ‘a expedição de mandado de monitoração eletrônica, com área de inclusão limitada à sua residência ou domicílio, bem como a imposição de afastamento do edifício-sede do STF, são medidas que evitariam novas intercorrências’.

Sobre as ameaças, a PGR defendeu que não é um problema para soltar o deputado. O parecer diz ainda que as medidas são suficientes para garantir a ordem pública e a regularidade da instrução penal.

Compartilhe