Fábio Faria rebate carta de governadores: “Não se briga com números”

Ministro das Comunicações defendeu a transparência dos repasses federais aos estados e afirmou que os dados são públicos

O ministro das Comunicações, Fábio Faria, rebateu, nesta segunda-feira (1º/3), carta assinada por 17 governadores, que acusam o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) de ter distorcido repasses do governo federal.

“Não há o que contestar, não se briga com números”, afirmou o ministro das Comunicações, em comentário publicado nesta manhã no Twitter, ao detalhar de onde foram retirados os valores pelo presidente e a que se referem.

“Os valores estão claramente discriminados nas publicações e são referentes a todos os repasses para os estados: diretos (da União para os entes) e indiretos, como benefícios ao cidadão (auxílio, bolsa etc.) e suspensão de dívida”, disse.

Veja:

Em carta publicada nesta manhã, governadores acusaram Bolsonaro de distorcer informações para atacá-los. Eles destacaram que o governo federal deveria focar em políticas para conter aglomerações em vez de adotar uma estratégia de confronto.

No último domingo (28/2), Bolsonaro divulgou nas redes sociais o valor dos repasses feitos pelo governo federal para cada estado. O titular do Palácio do Planalto também publicou os valores repassados quanto ao auxílio emergencial e à suspensão de pagamentos da dívida federal.

Nesta segunda, Fábio Faria reforçou que “os números estão 100% corretos”, e indicou links com as fontes oficiais das informações.

Compartilhe