OMS descarta imunidade coletiva em 2021 mesmo com vacinação

O mundo não alcançará a imunidade de rebanho em 2021, mesmo após a vacina, segundo alertou a Organização Mundial da Saúde (OMS).

A OMS informou que não atingiremos nenhum nível de imunidade coletiva em 2021, porque o processo de aplicação de vacinas “leva tempo”.

“Leva tempo para dimensionar a produção de doses, não só em milhões, mas aqui estamos falando de bilhões”, disse a cientista-chefe da OMS, Soumya Swaminathan, em uma entrevista coletiva virtual em Genebra.

Swaminathan pediu que as pessoas continuem tomando precauções como o distanciamento físico, a lavagem das mãos e o uso de máscaras em massa para combater a pandemia, cuidados que serão necessários “pelo menos durante o resto deste ano”.

Estima-se que pelo menos 60% da população mundial precise ser imunizada para que o conceito de imunidade de rebanho comece a surtir efeito. Mas essa cifra ainda é imprecisa e pode ser ainda maior. Alguns especialistas falam num patamar de 80%.

E o mundo ainda está longe disso. Até 11 de janeiro, pouco mais de 28 milhões de pessoas foram vacinadas, o que representa apenas cerca de 0,4% da população mundial (7 bilhões).

Compartilhe