Prefeitura de Salvador firma parceria com Escola de Saúde Pública para ampliar número de residentes médicos

O secretário municipal da Saúde, Leo Prates e Marília Solla, diretora da Escola de Saúde Pública da Bahia (ESPBA), vinculada à Secretaria Estadual da Saúde (Sesab), além de técnicos da pasta, se reuniram nesta quinta-feira (19), para firmar parceria no Programa de Residência Médica das unidades de saúde de Salvador a partir de 2021.

A medida visa quebrar a resistência dos futuros médicos com a saúde da família e ampliar a oferta de vagas e qualificação da rede municipal, com isso a ESPBA, vai ceder alunos para completar 21 vagas de residência de ‘Medicina de Família e Comunidade’ distribuídas nos postos da capital.

“A residência médica faz com que o profissional crie vínculos e apoie a população nos problemas da comunidade, criando um hábil manejo para identificar o estado de saúde daqueles pacientes de acordo com sua realidade. Agradeço a parceria com a Escola de Saúde, que teve a sensibilidade com o assunto e permitiram essa integração. Este é mais um passo para beneficiar toda a cidade, principalmente áreas com maior vulnerabilidade social como o Subúrbio Ferroviário”, disse Leo Prates.

Compartilhe