“Vamos ter um Parque de Exposições em Salvador”, garante Bruno Reis

O candidato a prefeito pelo Democratas, Bruno Reis, afirmou que a capital baiana terá um Parque de Exposições, ainda que o governo estadual decida pela venda do terreno do equipamento, atualmente instalado na Paralela. “Eu já coloco à disposição áreas da Prefeitura para que a gente possa viabilizá-lo e, em parceria, construir um Parque de Exposições, que eu entendo ser importante para a economia da nossa cidade e para o setor do agronegócio como um todo”, asseverou o também vice-prefeito, em evento virtual promovido pela Faeb, Fieb e Fecomércio, na manhã desta quarta-feira (21).

Bruno se disse aberto ao diálogo com o setor produtivo para dar uma solução ao problema, surgido com a informação pública de que há a intenção do governo estadual em vender a área do Parque de Exposições. Ele também sugeriu que o novo equipamento seja construído por meio de um sistema de parceria. “A Prefeitura dispõe de áreas na região de Cassange, na chegada da cidade, onde nós podemos, por exemplo, entrar com o terreno. O governo do estado pode entrar com os recursos para a construção do parque e, de repente, o setor agropecuário pode equipá-lo, com as diversas associações, sindicatos e com a Faeb”, assinalou.

No evento, Bruno destacou a estratégia municipal de viabilizar obras de grande relevância para a população com os recursos das vendas de áreas sem utilidade para a cidade. “Quando a gente vende um patrimônio público inservível, construímos outro, transformando-o em algo de utilidade para o público. Foi, por exemplo, assim que construímos o Centro de Convenções e o Hospital Municipal. Pegamos terrenos inservíveis, que não tinham qualquer utilidade para o cidadão, vendemos esses terrenos, desafetamos, alienamos e transformamos em um patrimônio público”, explicou.

O candidato a prefeito também ressaltou a importância do agronegócio para estimular o turismo de eventos, para o abastecimento da capital baiana e para evitar o êxodo rural. “Com Bruno Reis prefeito, nós vamos ter um Parque de Exposições em Salvador. Está aberto aqui o diálogo para a gente construir os caminhos. O governo do estado quer vender o parque. Mas eu acho importante sensibilizá-lo que, se essa for a decisão final, se for algo irreversível, é importante, desses recursos, destinar parte para a gente construir outro equipamento em nossa cidade”, defendeu Bruno Reis.

O vice-prefeito ainda sugeriu a necessidade de aprimorar o modelo de gestão para evitar que equipamentos públicos essenciais para fomentar importantes setores econômicos sejam subaproveitados, a exemplo do Parque de Exposições. “Se ele está sendo mal utilizado, não é por culpa do agronegócio. Se não está sendo bem gerido, não é por culpa do agronegócio. Se ele é deficitário, é pelo modelo de gestão que está sendo implantado, que não viabilizou o equipamento. Então, não dá para transferir responsabilidades. Tem que achar soluções”, pontuou Bruno Reis.

Compartilhe