Justiça nega pedido de prisão domiciliar para Cristiane Brasil

A Justiça do Rio de Janeiro negou os pedidos de prisão domiciliar feitos por Cristiane Brasil (PTB) e pelo empresário Flávio Chadud, ambos presos pelo na Operação Catarata.

Segundo a juíza Simone de Faria Ferraz, os advogados de Cristiane informaram que ela sofre transtorno misto depressivo ansioso, mas não apresentaram laudos.

Outros dois presos na operação tiveram o pedido de prisão domiciliar concedidos, são eles: o ex-delegado Mario Jamil Chadud e o ex-diretor de administração financeira da Fundação Leão XII João Marcos Borges Mattos.

Compartilhe