PSB Salvador oficializa 44 candidatos a vereadores em com congresso municipal; 36% são mulheres

O Partido Socialista Brasileiro (PSB) de Salvador aprovou os nomes dos 44 candidatos a vereadores, sendo, deste número, 36% de candidatas oficializadas nesta quarta-feira (16) em Congresso Municipal realizado por meio da Plataforma Virtual Zoom Meeting. Com a condução dos presidentes estadual e municipal, deputada federal Lídice da Mata, e o vereador Silvio Humberto, respectivamente, e do secretário da legenda, Fábio Lima, o ato contou com a participação das candidatas a prefeita da capital baiana, Major Denice (PT), e da nossa vice, deputada Fabíola Mansur (PSB).

As secretárias nacional e estadual de Mulheres do PSB, Dora Pires e Luciana Cruz, respectivamente, o coordenador dos ciclos de seminários da legenda “Salvador e Sua Gente”, Zulu Araújo, a secretária nacional da Negritude Socialista, Valneide Nascimento, o presidente municipal do PT, Ademario Costa, integrantes do PSB, lideranças de comunidades e representantes das pré-candidaturas também estiveram presentes.

A presidente Lídice da Mata saudou todos correligionários, filiados e pré-candidatas e candidatos a vereadores e destacou que o congresso em formato virtual, sem o contato com as pessoas, “é um ato de defesa à vida”, em função da pandemia do coronavírus.

“Para nós, esse momento é de extrema importância. Um momento novo e singular. Singular porque a convenção sempre foi uma grande festa do partido, onde cada candidatura disputava quem é que chegava com sua charanga maior. Infelizmente este ano, pelas circunstâncias da pandemia, nós não estamos podendo fazer essa grande festa de aglomeração. Em nome da vida das pessoas, do nosso povo e a nossa própria, nós estamos fazendo uma convenção totalmente remota. Não é por qualquer outra razão, senão em defesa da vida”, ressalta Lídice da Mata.

A socialista também reitera a importância da consciência na disputa eleitoral, salienta quem são os parceiros nessa corrida, adverte quem são os adversários e pontua que a decisão tomada não contraria a história política do PSB no estado e no cenário nacional.

“Esta tarefa, esta convenção tem que dar consciência aos nossos candidatos e nossos companheiros da importância dessa batalha política. Estaremos disputando com um adversário que é um adversário construído pelo governo municipal e que é nosso adversário histórico. O PSB não tomou nenhuma decisão que contrarie a sua história política na Bahia e nem no Brasil. Nós temos uma aliança com o PT, com o PC do B, com partidos de centro e centro-direita para composição do governo, que vem realizando muito pela Bahia, em todos os aspectos. E que, além disso, nesse momento de pandemia tem tido ações mais intensivas na defesa das vidas das pessoas”, conclui.

A pré-candidata à vice-prefeita de Salvador, deputada Fabíola Mansur, denomina como “amadurecida” a indicação do nome para composição da chapa com o PT e expõe o racismo e a desigualdade como uma das lutas prioritárias.

“Uma chapa que é vanguarda e que vai ser duas mulheres comprometidas prioritariamente com a luta antirracista, priorizada, porque estrutura as bases das desigualdades para a nossa Salvador, quando não gera as mesmas oportunidades para nossa juventude para ter uma educação digna de vida e no trabalho. E evidencia que as desigualdades dificultam o acesso à saúde. “Não oportunizam o acesso à saúde básica, acesso a uma saúde de qualidade. Desigualdade que não entende que a diversidade é a alma da nossa cidade”, expõe Fabíola Mansur.

O presidente municipal, vereador Silvio Humberto, reforça apoio a decisão tomada e destaca contribuição para o fortalecimento da nova chapa. O edil também se solidarizou com as perdas de vidas pela Covid-19.

“A missão partidária só tem sentido quando a gente se sente parte. Não é só cumprir uma missão por tabela; é cumprir uma determinação que foi fruto de amadurecimento e que vai, certamente, contribuir com o fortalecimento da nossa chapa. A gente precisa de esperança nesse momento tão difícil que estamos passando. Essas mortes (do coronavírus) não são só números de CPF, são vidas, vínculos, são histórias, são parentes, são entes queridos que se foram e, então, cada uma destas pessoas, o nosso respeito profundo a todos”, lamentou.

Sobre prioridades na gestão municipal, Silvio Humberto reiterou que é preciso se importar com as pessoas. “Nós somos gente que se importa com gente. Antes de cuidar das pessoas, é preciso se importar com as pessoas e é preciso trazer dignidade para o nosso povo. Cada um, daqui, desse exército do PSB, mulheres e homens, que romperam com as barreiras por ser candidato, porque não é fácil. Foram muitas barreiras e chegamos ao nosso grande dia, que abre a avenida dessa corrida e só para, inicialmente, dia 15 de novembro”, analisou.

Compartilhe