PF desarticula quadrilha de advogados e médicos que fraudavam Previdência

Polícia Federal cumpriu 23 mandados de busca e apreensão contra uma organização criminosa composta por médicos, advogados e intermediários que teriam causado um prejuízo estimado em R$ 13 milhões para a Previdência Social. A Operação Revide, como foi nomeada, foi deflagrada na manhã desta terça-feira (7), em São Paulo.

Investigadores da PF apuram fraudes cometidas pela quadrilha contra benefícios por incapacidade, incluindo afastamentos temporários e aposentadorias.

As investigações desvendaram que o perito foi cooptado pela organização e, por meio do recebimento de propinas, ele declarava como incapazes pessoas que estão aptas para o trabalho.

A polícia já verificou mais de R$ 13 milhões em desvios, mas estima que o desmantelamento da organização criminosa tenha evitado um prejuízo de R$ 27 milhões.

Compartilhe