Empresa que vendeu e não entregou respiradores ao Consórcio do Nordeste é alvo de Operação da Polícia Civíl

A Polícia Civil da Bahia deflagrou na manhã desta segunda-feira, 01, a Operação Ragnarock contra a empresa que vendeu respiradores ao Consórcio Nordeste por R$48 milhões e não entregou os respiradores.

Segundo o Jornal da Manhã da TV Bahia, a operação cumpre três mandados de prisão e 15 de busca e apreensão em Salvador, São Paulo , Rio de Janeiro e em Brasília.

A operação é coordenada pela Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP-BA), através da Superintendência de Inteligência, conta com a participação da Polícia Civil da Bahia, através da Coordenação de Crimes Econômicos e Contra Administração Pública da Polícia Civil de SP, do Distrito Federal e do Ministério Público da Bahia.

Mais informações em instantes

Compartilhe