Feira de Santana: Colbert faz apelo para que Senado aprove ajuda a setor cultural

O prefeito de Feira de Santana, Colbert Martins (MDB), fez um apelo, nesta quarta-feira (27), para que o Congresso Nacional aprove a ajuda ao setor cultural. Nesta terça-feira (26), um projeto de lei que paga R$ 600 aos profissionais informais da área foi aprovado na Câmara dos Deputados e o texto seguiu para o Senado Federal.

Para o gestor feirense, a proposta precisa ser apreciada o “mais rápido possível”, já que muitos trabalhadores estão sem exercer suas atividades e perderam a renda por causa da pandemia de coronavírus. Colbert ressaltou que a Prefeitura de Feria de Santana tem ajudado os profissionais do setor com cestas básicas.

“A prefeitura está de mãos atadas para promover eventos, festejos, lives, pois há inclusive proibição do Tribunal de Contas dos Municípios e do Ministério Público de qualquer aplicação de dinheiro no setor. O nosso secretário de Cultura, Edson Borges, tem conseguido cestas básicas para Associação dos Músicos, Associação de Bandas e Associação dos Técnicos de Som, mas entendemos que a ajuda tem que vir mesmo do governo federal, com respaldo do Congresso Nacional”, afirmou o prefeito.

No Brasil inteiro, o setor cultural emprega mais de 5 milhões de pessoas. Se o projeto for aprovado pelo Congresso, a União irá repassar R$ 3 bilhões para os trabalhadores.

Compartilhe