Sem ‘povo nas ruas’, Temer não vê chance de impeachment de Bolsonaro

O ex-presidente Michel Temer não acredita na abertura de um processo de impeachment contra o presidente, Jair Bolsonaro. Em entrevista nesta quarta-feira (20), ele afirmou que não vê o cenário em que o Congresso Nacional dê andamento, por conta própria, a um pedido de afastamento.

Segundo o ex-presidente, para que isso aconteça, é preciso que o “povo vá às ruas”. Para Temer, manifestações pela internet ou através de panelaços, como tem acontecido, são válidas, mas dificilmente levarão à abertura de um processo.

Michel Temer ressalta, no entanto, que a participação de Jair Bolsonaro em manifestações que pedem o fechamento do Congresso e do Supremo Tribunal Federal são ruins e “nada úteis”. Segundo ele, o chefe da República se contradiz ao comparecer aos eventos e depois dar declarações pedindo respeito à Constituição.

Para Temer, no entanto, o Brasil não vive ainda uma crise institucional, mas sim sanitária, econômica e política, principalmente após a saída dos ex-ministros da Justiça e da Saúde dos cargos.

Sobre a crise na saúde, o Michel destaca que Bolsonaro precisa reger o país com união entre ele, governadores, os outros políticos e autoridades. Ele afirma que essas medidas geram pacificação interna e boa repercussão internacional.

O ex-presidente da República disse, ainda, que o momento é o de preservar vidas sem se preocupar com dinheiro. Segundo Michel Temer, a economia se recupera depois.

Compartilhe