Jurailton Santos estabelece em Projeto de Lei que Templos Religiosos são atividades essenciais

O deputado estadual Jurailton Santos (Republicanos), apresentou, nesta quinta-feira (26), um Projeto de Lei que estabelece as igrejas e templos de qualquer culto como atividade essencial, em períodos de calamidade pública no Estado da Bahia, sendo vedada a determinação de fechamento total destas instituições.

O parlamentar explica que mediante o cenário no qual se encontra o povo baiano para enfrentar o novo coronavírus, sintomas como medo, pânico e ansiedade têm afetado a maioria da população. Nestes momentos, o apoio espiritual das instituições torna-se ainda mais importante.

“As atividades desenvolvidas pelos templos religiosos, inclusive as de assistência social, são extremamente necessárias durante períodos de crises, como enfrentamos agora. O confinamento no qual as pessoas estão vivendo, podem causar depressão, e até mesmo levar a outros transtornos psicológicos”, lembra o republicano.

Jurailton, que também é pastor há 25 anos, relata que são inúmeros os casos de pessoas que solicitam atendimento nestas entidades. “Sabemos que as pessoas estão desesperadas, com quadros de nervosismo e até mesmo pensando no suicídio, devido às muitas informações que recebem. Reforço que esses locais são ponto de apoio fundamental às necessidades da população, e até mesmo para o próprio poder público, que pode utilizar das estruturas para ações de combate à COVID-19”, lembra o parlamentar.

O PL não descumpre as medidas preventivas que o Ministério da Saúde tem exigido referente às aglomerações e nem à devida higienização. Para isso, poderá ser realizada a limitação do número de pessoas presentes nos locais, devendo ser mantida a possibilidade de atendimento presencial às pessoas que estão buscando ajuda.

Compartilhe