PGR dá parecer favorável e Geddel pode cumprir restante da pena em regime semiaberto

A Procuradoria Geral da República encaminhou ao Supremo Tribunal Federal (STF), nesta segunda-feira, 03, sua manifestação no processo de Geddel Vieira Lima.

O Ministério Público Federal se posicionou a favor de que o Geddel cumpra o restante da pena em regime semiaberto.

No parecer, a coordenadora da Grupo de Trabalho da Lava Jato na PGR, subprocuradora-geral da República Lindôra Araújo, destacou o fato de o político já ter cumprido – em regime fechado – a fração da pena necessária à progressão para o modelo semiaberto.

O ex- ministro foi preso preventivamente em julho de 2017, após a Polícia Federal apreender aproximadamente R$ 51 milhões em dinheiro em um apartamento em Salvador.

Compartilhe