Bolsonaro pelo Twitter: “Estranhamos silêncio da ONU e de ONGs”

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) questionou no Twitter, na manhã deste sábado (12), a atuação da Organização das Nações Unidas (ONU) e de ONGs a respeito das manchas de óleo que atingiram o litoral Nordeste.

Na publicação, Bolsonaro compartilhou um vídeo em que o jornalista Boris Casoy afirma que falta mobilização pelas praias em comparação à repercussão das queimadas na Amazônia.

“Estranhamos o silêncio da ONU e das ONGs, sempre tão vigilantes com o meio ambiente”, escreveu.

De acordo com a mais recente atualização de dados com base em monitoramento feito pelo Ibama, divulgada nessa sexta-feira (11), foram atingidas 156 localidades em 71 cidades dos nove estados da região.

Ainda não se sabe o que causou o derramamento de petróleo, mas o presidente já afirmou que o material pode ser originário de um país que já está “no radar” do governo. O chefe do Executivo não quis divulgar o nome, mas afirmou que acredita se tratar de uma ação criminosa.

O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, adiantou que o óleo é compatível com a produção venezuelana.

Compartilhe