Trump sugere atirar em imigrantes para barrar a entrada no país

Opresidente dos Estados Unidos, Donald Trump, sugeriu, em uma reunião feita no início do ano, alternativas para conter a imigração nas fronteiras do país. Segundo informações do New York Times, o presidente insinuou alternativas como um muro com cerca elétrica, um fosso com jacarés e até disparos contra as pernas de imigrantes.

Um artigo, dos jornalistas Michael D. Shear e Julie Davis, publicado na noite dessa terça-feira (01), fala sobre a semana da reunião, através de relatos de mais de doze funcionários da Casa Branca.

De acordo com o jornal, o presidente só recuou de suas ideias de atirar nos imigrantes quando sua equipe lhe disse que era ilegal. A ordem de Trump de fechar a fronteira foi um ponto que desencadeou muita turbulência na Casa Branca. O Chefe de Estado desistiu da ameaça, mas começou a demitir assessores que tentaram contê-lo. Kirstjen Nielsen, secretária de Segurança Interna, foi uma das pessoas que acabaram perdendo o emprego.

A repressão à imigração ilegal é uma das promessas de campanha de Trump, que em fevereiro declarou estado de emergência na fronteira com o México para liberar fundos federais. Em junho, ele assinou um acordo de 90 dias com o país vizinho, com o objetivo de reduzir o fluxo de imigrantes que entram nos Estados Unidos.

Os conselheiros temiam que o decreto do presidente prendesse os turistas americanos no México e crianças em escolas de ambos os lados da fronteira. Eles tinham a preocupação de que isso criasse um colapso econômico entre os países.

Compartilhe