INSS: beneficiário pego no pente-fino corre risco de devolver dinheiro

Segurados do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) que recebem benefício por incapacidade correm o risco de devolver o dinheiro recebido caso seja avaliado que auxílios-doença ou aposentadorias por invalidez não estejam de acordo com as regras. As informações são do jornal O Dia.

Com as possíveis irregularidades, os beneficiários podem ter os nomes inscritos na dívida ativa da União e bens e contas bancárias bloqueados. Eles precisam ainda se preocupar com a documentação médica para que esteja em dia e não fiquem sem o pagamento devido ao pente-fino.

Os auxílios por incapacidade que serão avaliados são aqueles que não passam por exames há mais de seis meses. Nessa fase são cruzados dados de diversos órgãos, inclusive do Tribunal de Contas da União (TCU), para identificar benefícios com indícios de fraude.

A Secretaria de Previdência Social, vinculada ao Ministério da Economia, afirmou que já foi feita a seleção de benefícios por incapacidade que serão revisados. Os segurados que forem convocados terão prazo de 30 dias para apresentar a documentação exigida pela Previdência. O governo estima recuperar R$ 220 bilhões em dez anos.

Compartilhe