Em protesto, indígenas invadem prédio do Ministério da Saúde

Um prédio do Ministério da Saúde foi invadido na manhã desta segunda-feira (12) por indígenas. De maioria mulheres, os manifestantes protestam contra os desmontes da Secretaria Especial de Saúde Indígena (Sesai).

O ato ocorre no prédio da Sesai, localizado na região central de Brasília. As imagens mostram o momento em que os indígenas invadem o local.

A Sesai é responsável por coordenar e executar a Política Nacional de Atenção à Saúde dos Povos Indígenas e todo o processo de gestão do Subsistema de Atenção à Saúde Indígena (SasiSUS) no Sistema Único de Saúde (SUS).

Desde o início da gestão de Jair Bolsonaro (PSL), o governo estuda a possibilidade de acabar com a Sesai. Em março, o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, decidiu, após protestos, manter a secretaria.

Na nova estruturação, parte das ações ficaria à cargo de uma futura secretaria de Atenção Básica, enquanto outras atividades, que fugissem ao escopo da nova secretaria, seriam assumidas por estados e municípios.

“Os índios achavam que a secretaria de saúde indígena tinha que permanecer. O ministério achava que deveria somar à nova Secretaria Nacional de Atenção Básica e Indígena. Como os índios entendem que deve permanecer, porque tem uma luta história, porque é simbólico, e porque ali se reforça a sua cultura, a sua identidade, nós vamos manter a secretaria de Saúde Indígena”, disse Mandetta à época.

O Ministério da Saúde foi procurado mas não responderam até o fechamento da reportagem.

Compartilhe