Estados Unidos concedem agrément a Eduardo Bolsonaro, diz revista

O governo dos Estados Unidos concedeu o agrément, uma espécie de aceitação de um nome como embaixador no país, para a indicação do deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) como representante brasileiro em Washington.

A informação foi publicada pela revista Veja na noite desta quinta-feira (08/08/2019).

O aceite americano já teria chegado à equipe de Jair Bolsonaro, pai de Eduardo, o filho “zero três” do presidente da República.

Entenda

O presidente Jair Bolsonaro revelou que analisava a possibilidade de indicar o filho Eduardo como embaixador do Brasil nos EUA em 11 de julho. Bolsonaro alegou que, como Eduardo “fala inglês com fluência” e tem afinidade com a família do presidente dos EUA, Donald Trump, ele estaria qualificado para o posto.

A intenção do presidente despertou uma enxurrada de reações, a maior parte delas, negativa. Mesmo bolsonaristas como o professor on-line de filosofia Olavo de Carvalho, tido como padrinho e mentor do atual ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, chamou a indicação de “retrocesso”. Para o guru bolsonarista, o deputado federal mais votado do país deveria seguir no mandato para “lutar contra o Foro de São paulo”, a organização que reúne partidos de esquerda da América Latina.

Compartilhe