Moro afirma achar possível aprovação do pacote anticrime ainda em 2019

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, participa de reunião na Comissão de Constituição e Justiça do Senado Federal, para falar sobre o pacote anticrime e da atuação do Ministério da Justiça e Segurança Pública.

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, afirmou nesta segunda-feira (13/05/2019) que considera “possível” a aprovação ainda em 2019 do pacote de medidas anticrime que encaminhou ao Congresso Nacional. “Acreditamos no projeto, que tem medidas simples e eficazes”, afirmou o ministro ao chegar, à noite, a um evento no Rio de Janeiro.

Moro participou da abertura do I Simpósio Nacional de Vitimização Policial, durante o qual foi lançado o documentário “Heróis do Rio de Janeiro”, que trata de policiais militares atacados por criminosos durante o trabalho no estado do Rio. “O policial está aí para servir e proteger, e não para ser alvo da criminalidade”, afirmou Moro.

“Não existe solução mágica (para o fim da vitimização dos policiais). Como estratégia, (uma medida seria) usar força sobrepujante. Para evitar o fator surpresa, a redução da criminalidade em geral”, avaliou o ministro.

Nome para o STF
Ele não quis se manifestar sobre sua possível indicação ao Supremo Tribunal Federal (STF) pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL), quando abrir a próxima vaga no órgão. “(Não falar sobre isso) É uma questão de respeito aos policiais vitimados”, afirmou.

Moro citou dados que indicam redução da criminalidade nos primeiros meses deste ano, mas disse que “é cedo para comemorar”. Questionado sobre a aprovação do projeto anticrime ainda neste ano, afirmou que “é possível”, mas não fez mais comentários sobre o trâmite.

Compartilhe