Moro: Ministério da Economia não é o “melhor lugar” para Coaf

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, usou o Twitter na tarde deste domingo (12/05/2019) para comentar uma entrevista em que o presidente Jair Bolsonaro deu à rádio Bandeirantes. O chefe do Executivo afirmou que devolver o Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) ao Ministério da Economia é uma “medida inócua”.

Moro endossou a fala do presidente e ainda lembrou que o convite para o MJSP veio do ministro da Economia, Paulo Guedes. “O fato do Coaf ter ficado, em 2018, na Fazenda com apenas 37 servidores após 20 anos de existência ilustra que ali não é o melhor lugar”, escreveu o ministro.

https://twitter.com/SF_Moro/status/1127605879044546560

No início do governo Bolsonaro, o Coaf, que pertencia ao antigo Ministério da Fazenda, passou para o controle do MJSP. Na última quinta-feira (09/05/2019), a comissão mista de deputados federais que analisa a Medida Provisória nº 870 da reforma administrativa decidiu, por 14 votos a 11, devolver o Coaf para o Ministério da Justiça. A movimentação foi considerada uma perda para o governo federal.

Compartilhe