Angelo Coronel prestigia a convenção das Assembleias de Deus com a presença de cerca de 3,5 mil participantes

A convite do deputado estadual Samuel Junior (PSC), o presidente da Assembleia Legislativa da Bahia – ALBA, Angelo Coronel(PSD), participou hoje (28.11), no Hotel Fiesta, em Salvador, da 108ª Assembleia Geral Ordinária da Convenção da CEADEB – Convenção Estadual das Assembleias de Deus da Bahia, que reúne 1.162 pastores e cerca de 3,5 mil participantes, que este ano tem como tema: “Sarando a Nação pelo poder da oração”.

Na solenidade estavam também o governador Rui Costa (PT), a presidente da Assembleia de Carinho, Eleusa Coronel, e o presidente da Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil (CGADB), pastor Wellington Júnior, e os deputados estaduais Manassés (PSL), Pastor Sargento Isidório (PDT), Ângela Sousa (PSD) e Carlos Ubaldino (PSD).

A Assembleia Geral Ordinária acontece para tratar de assuntos administrativo-pastorais relacionados às Igrejas Assembleia de Deus filiadas à CEADEB. “São reuniões em que buscamos promover, através da ministração da Palavra de Deus e de sessões administrativas, o congraçamento espiritual, a comunhão no Espírito e o fortalecimento para o pastoreio da igreja”, explica Samuel Junior.

“Toda glória e louvor para todos da CEADEB. São 81 anos de história e não apenas obra de um dia. A obra do Senhor na Bahia, desenvolvida pelas igrejas filiadas a CEADEB, continua firme e pujante na evangelização, na construção de novos templos, crescendo em números e engajando-se cada vez mais no trabalho social”, destacou Coronel em sua fala.

A programação litúrgica constou da celebração da Santa Ceia do Senhor, oficiada após a mensagem proferida pelo presidente da CEADEB, pastor Valdomiro Pereira da Silva, do discurso do presidente da Alba, Angelo Coronel, e da fala do governador Rui Costa.

Além dos ministros e de suas famílias, participaram das reuniões de cultos os membros das várias congregações da Assembleia de Deus de Ilhéus; e os preletores que ministram a Palavra do Senhor, assim como vários cantores que entoam os louvores a Deus.

EXTINÇÃO DO TCM

Ao final do evento da Assembleia Geral Ordinária da Convenção da CEADEB, o presidente do Legislativo voltou a falar da sua proposta de extinção do Tribunal de Contas do Municípios. “O presidente do TCM, Francisco Neto, diz que as rejeições de contas dos municípios seguem o que é estabelecido pela legislação. Ninguém quer burlar a lei: o que os prefeitos querem – e nós apoiamos – é que haja isonomia. Por que os gastos com empresas terceirizadas são computadas como despesas de pessoal para os Municípios e não para o Estado? É lei para um e não é para o outro ente federativo?”, questiona Angelo Coronel.

Compartilhe