Desemprego é o maior da história para o trimestre, diz IBGE

O número de desempregados no país atingiu 14,084 milhões de pessoas no trimestre encerrado em abril, segundo divulgou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta quarta-feira. A taxa verificada no período foi de 13,6%, a maior para trimestres terminados em abril desde o início da série histórica, em 2012. O número de desempregados é 1,1 milhão maior que o verificado no trimestre encerrado em janeiro e 2,6 milhões superior ao registrado no mesmo trimestre de 2016.

O IBGE considera como desempregado as pessoas que buscam, mas não conseguem, ocupação formal. A taxa de desocupação representa a porcentagem da população em condições de trabalhar que não conseguiu emprego no período pesquisado.  Esse índice, agora em 13,6%, era de 12,6% no trimestre encerrado em janeiro, e de 11,2% entre fevereiro e abril de 2016.

A taxa de desemprego é diferente dos números de contratações registrados pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). A conta do Ministério do Trabalho, diferentemente da do IBGE, considera o número de criação de vagas e demissões formais no mês. Em abril, houve geração de 59.856 postos de trabalho formais no país, segundo o Caged.

Compartilhe