Vaccari e outros 13 viram réus em ação por desvio nos fundos de pensão

O tesoureiro do PT, João Vaccari Neto, presta depoimento na CPI da Petrobrás, na Câmara dos Deputado. Foto: Marcelo Camargo/ Agência Brasil

O ex-tesoureiro do PT, João Vaccari Neto, condenado por corrupção na Lava Jato, virou réu, mais uma vez, no âmbito da Operação Greenfield, por decisão do juiz Vallisney de Souza Oliveira, da 10ª Vara Federal de Brasília. Além do petista, também são alvo da ação outras 13 pessoas – entre elas, diretores do Funcef – fundo de pensão dos funcionários da Caixa Econômica Federal.

“Conforme descrito pela acusação, o valor do prejuízo acumulado com essa operação criminosa, até 13 de julho de 2015, é de, no mínimo, R$ 402.000.000,00 (quatrocentos e dois milhões de reais)”, afirma o juiz federal.

“Conforme descrito pela acusação, o valor do prejuízo acumulado com essa operação criminosa, até 13 de julho de 2015, é de, no mínimo, R$ 402.000.000,00 (quatrocentos e dois milhões de reais)”, afirma o juiz federal.

Compartilhe