Saúde: Homens poligâmicos têm cinco vezes mais chances de sofrer enfarte

Segundo diversas pesquisas, ser casado traz benefícios para a saúde do coração e aumenta as chances de um homem viver mais. Já o contrário, a poligamia, ou seja, ter mais de uma mulher pode potencializar em quase cinco vezes o risco de sofrer com doenças cardíacas. Isso foi o que revelou um estudo apresentado nesta semana no Congresso da Sociedade de Cardiologia da Ásia e do Pacífico, nos Emirados Árabes Unidos. Os pesquisadores investigaram 687 homens casados e avaliaram a relação entre a incidência de problemas cardíacos e o número de esposas. Os resultados indicaram que homens adeptos da poligamia têm um risco 4,6 maior de desenvolver doença arterial coronariana, 3,5 vezes maior de ter problemas na artéria principal esquerda e 2,6 vezes mais risco de desenvolver doença de múltiplos vasos. Os resultados podem ser explicados porque muitos homens precisam arranjar um emprego extra para garantir renda maior e conseguir manter mais de uma casa e, por isso, trabalham sob grande pressão, o que contribui para o aumento do estresse, principal fator desencadeante de enfartes.

Compartilhe