Estudo: portadores do HIV são menos propensos ? gripe A

Os portadores do vírus HIV, causador da Aids, são menos suscetíveis ao vírus H1N1, causadora da gripe A, segundo um estudo publicado na última quinta-feira (26) por pesquisadores brasileiros, que explicaram que “é como se o HIV protegesse o organismo da infecção de outro vírus”.

Os resultados do estudo foram destacados em artigo divulgado hoje na revista científica Plos One, informou a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), o maior centro de pesquisa médica da América Latina, responsável pelo estudo.

Segundo a pesquisa, o efeito da gripe A nos pacientes que já desenvolveram a Aids foi igual ao que observado nas pessoas sem HIV.

A explicação científica diz que o HIV utiliza uma proteína (IFITM3) capaz de inibir a célula infectada pelo ataque do vírus da gripe A, o que reduz a incidência do H1N1 sobre o organismo.

“Durante a pandemia de 2009 foi surpreendente observar que os indivíduos infectados pelo HIV não tiveram um diagnóstico mais grave do que o resto de infectados pelo H1N1”, disse Thiago Moreno, diretor da pesquisa, citado hoje pela Agência Brasil.

“É surpreendente porque, pela condição deles de imunocomprometimento devido ? infecção pelo HIV, era esperado o contrário, que foi o que ocorreu com outros indivíduos imunocomprometidos, como os portadores de câncer e os transplantados” ressaltou Moreno.

Após constatar o efeito do HIV sobre o vírus H1N1, os pesquisadores querem detectar qual é o efeito da gripe A sobre a Aids, e a Fiocruz já trabalha com a ideia de “buscar novos tratamentos para a gripe A”, indicou o pesquisador.

Compartilhe