Lula lança Alexandre Padilha como candidato a governador de São Paulo

O PT homologou, neste domingo, em votação simbólica, as candidaturas de Alexandre Padilha ao governo de Sâo Paulo e de Eduardo Suplicy ao Senado.

O ex-presidente Lula; o presidente do PT, Rui Falcão; e o prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, estiveram presentes no evento. A presidente Dilma Rousseff não foi devido a problemas de saúde, mas mandou uma mensagem em vídeo para Padilha, dizendo “São Paulo não pode mais confiar em volume morto. Você, Padilha, é o volume vivo”.

Durante discurso, Lula disse que a campanha “não será de quem fará metrô, ponte… Será uma campanha para a esperança vencer o ódio”.

Padilha disse que o atual governador Geraldo Alckmin governa “enclausurado no palácio” e disse que é preciso “mudar o jeito de governar São Paulo”. O candidato ainda disse que, caso seja eleito, “penitenciária não se transformará em escritório ou gabinete. O que falta é pulso firme”.

Compartilhe